Nota sobre à Câmara de Vereadores de Joinville

16/06/2011
 

Conforme deliberado em assembleia na manhã de hoje (16/6), os servidores municipais em greve foram à Câmara de Vereadores nessa tarde pressionar para que os parlamentares cumprissem com a palavra empenhada e mantivessem a pauta da Casa trancada.

Desde o início da sessão ficou claro aos presentes a intenção da maioria dos vereadores de retirarem-se do conflito e desmobilizarem a categoria, por meio de ataques à entidade sindical. Pela primeira vez desde que os servidores procuraram o Legislativo no início da greve, a palavra não foi concedida ao Sinsej e a vereadora Tânia Eberhardt (PMDB) proferiu uma longa explanação de ataque ao movimento. Os servidores ouviram em silêncio, de forma pacífica, como ocorreu nos 39 dias de paralisação até aqui.

Porém, a vereadora foi além, e afirmou que colocaria em votação ali mesmo se os servidores aceitavam o projeto. Tal proposta configura-se como uma afronta à democracia e à organização sindical, pois os servidores não se encontravam em regime de assembleia. Além disso, nenhum vereador tem poder de se sobrepor ao sindicato, eleito pela categoria.

Logo em seguida, utilizando-se das manifestações contrárias dos presentes, o presidente em exercício, Osmary Fritz (PMDB), encerrou a sessão, responsabilizando a direção sindical.

Após o término, a Câmara de Vereadores divulgou nota afirmando que os parlamentares já estariam reunidos com o prefeito Carlito Merss para garantir os salários dos servidores que voltassem ao trabalho na segunda-feira. A medida é uma prova da intenção de dividir o movimento.

O sindicato reitera que tem empregado todos os esforços para estabelecer negociações e ampliar as conquistas da categoria. Convocamos todos os servidores para estarem presentes à assembleia de amanhã, às 9 horas, em frente à Prefeitura.

Ulrich Beathalter
Presidente do Sinsej

Jlle., 16/06/2011, 20h44



Comentários

Carlos Ritter 16 de junho de 2011

Já era esperado… infelizmente. Vamos em luta até o fim, intervenção federal já!!!!!!

 
Cristina Siegrist 16 de junho de 2011

Estou desanimada… Até aqui tive forças, mas agora está difícil. Meu marido e eu somos servidores, e ficar sem as duas rendas não será fácil. Estou pensando seriamente em jogar a toalha.

 
Vilma dagnoni 16 de junho de 2011

Joinville jamais será a mesma depois destas semanas de luta e de muita determinação. Os vereadores devem lembrar que outras eleições virão….

 
claudia 16 de junho de 2011

O que ocorreu hoje na câmara de vereadores foi uma afronta aos servidores públicos e ao nosso Sindicato. A vereadora Tânia, que em tempos passados, era uma lutadora dos servidores, hoje monstrou-se irreconhecível. A forma como tratou-nos, feriu amargamente muita gente que a conhece e até accreditava nela como uma futura prefeita da cidade. Estou profundamente desmotivada em um dia voltar a urna para eleger qualquer um que seja candidadto.

 
Eliane 16 de junho de 2011

Ulrich “Se Deus é por nós, quem será contra nós”, hoje já tivemos a prova disso. Que Deus lhe abençoe.

 
ELIANE M. DANKER 16 de junho de 2011

Cada vez mais, fico enojada com os políticos que estão no comando da nossa cidade. Só que não se esqueçam eles que nós servidores estaremos em nossos cargos até nossa aposentadoria se assim o desejarmos, agora eles que esperem pelas urnas da próxima eleição, porque nós também fazemos parte do povo. E uma parte importante, com crivo de separar o joio do trigo!!!! O que nos fizeram hoje terá um retorno, mais breve do que eles pensam. Força a todos!!!!!!

 
Vera 16 de junho de 2011

Não tem como negar o que aconteceu hoje na Camara de Vereadores de Joinvulle, o pouco que a midia transmitiu deixa claro. Eles estão abertamente defendendo ou protegendo o Prefeito, Sera Pq?

Sinceramente, não sobra um ali entre eles que se possa dizer, este esta pensando no Joinvillense, quando mais em Joinville.Limpesa na CVJ que voe tudo dali junto com o PT, manda eles pra Brasilia junto com a Mariente.

 
MICHELE 16 de junho de 2011

Sabe, pouco importa o desconto, pois por lei somos amparados, este ano a lei só existe para o lado mais fraco,só existe para os governantes, temos direito à reposição da inflação, mais o legislativo aprova esta migalha, que triste, achei sinceramente que seria diferente, mas como sempre os bobos somos nós. Força sindicato estou com vcs, neste e nas próximas…

 
Rosangela 16 de junho de 2011

È lamentavel ver a palhaçada que fizeram com a gente hoje na câmara,mas ontem senti que alguma falcatrua estava sendo preparada contra nós servidores e o sindicato qdo uma emissora de tv ao meio dia já anunciava a proposta da prefeitura aos servidores.Como anunciam a proposta sem ao menos ter levado ao conhecimento do presidente do sindicato para avaliação com a categoria,pois foi divulgada antes do Ulrich se reunir com o prefeito para tentar apresentar nossa proposta,mas não é de estranhar pois não cumprem nem o estatuto que nos entregam qdo assumimos o serviço publico imagina se vão respeitar as leis.

 
Maria Simone 16 de junho de 2011

Estamos num momento crítico da greve. Numa batalha as vezes precisamos recuar, para reunir as tropas e nos fortalecer para as novas investidas. Todos se unem contra nós, e a população, que ainda está do nosso lado, dependendo da ação desses atores, pode mudar de lado. Não podemos esquecer também que há 40 dias eles esperam pacificamente pela solução da greve, todos estão no limites. Acho que se permanecermos em greve podemos melhorar a proposta. Mas a que custo?

 
Célio 16 de junho de 2011

A vereadora Tânia nunca se postou em favor dos servidores, afinal de contas quanto cargos de indicados por ela estão na PMJ hoje. Com o vereador Osmari não é diferente.
Vamos continuar firmes no nosso propósito.

 
Sandro 16 de junho de 2011

Com certeza o PMDB (Osmari e Tânia) que sair como Herói e ficar bonito na foto. Tirar proveito da situação e querer se aparecer, porque ano que vem tem eleições. Só que a máscara caiu, e na hora de ficar ao lado do povo somente enxergaram oportunidades de auto-promoção. Para mim é tudo farinha do mesmo saco. Ano que vem nos vamos com certeza dar o troco nas Urnas a estes Hipócritas, Demagogos, Mentirosos, Falsos, …

 
Marilena 16 de junho de 2011

Até a Câmara mente…
Sessão é suspensa e reajuste ao servidor, adiado

A peleja envolvendo os servidores públicos de Joinville, representados pelo Sinsej, e a Prefeitura continua. Munidos de apitos e cornetas, alguns servidores exaltados tumultuaram o plenário, obrigando o vereador Osmari Fritz, que presidiu a sessão, a suspender a reunião.

Estava em pauta projeto de lei 159/2011, de origem do Executivo, que concede 8,2% de reajuste nos vencimentos dos servidores públicos municipais. Na tribuna, a vereadora Tânia Eberhardt fez um resgate histórico das ações realizadas pela Câmara para abrir um canal de comunicação com o Executivo, como audiência pública, abertura de uma comissão especial e o trancamento da pauta do legislativo.

Em seu discurso, Tânia pontuou os detalhes da última reunião envolvendo os três poderes constituídos, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário na sede da Prefeitura (leia mais). No momento em que a vereadora começou a explicar a necessidade da aprovação imediata do projeto, para não ocorrer o temido desconto em folha de quem aderiu ao movimento grevista, o presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter, se mostrou contrário a aprovação da matéria. Urich incitou os outros servidores que iniciaram um tumulto, não assegurando a palavra à vereadora Tânia. “As consequências dessa ação é responsabilidade do Sinsej”, esbravejou Osmari após suspender a sessão.

 
Marilena 16 de junho de 2011

Ano que vem é ano de ELEIÇÃO… pensemos bem em que vamos eleger…

http://www.cvj.sc.gov.br/component/content/article/47-noticias/617-comunicado

 
morgana 16 de junho de 2011

para todas as pessoas normais existem leis, mas p este prefeito nao existe, porque?
é um direito nosso de receber este aumento, foi um acordo com o vitaserv que o executivo os ajudariam, e o que acontece: nao recebemos aumento e ainda temos que sair do vitaserv, pois ficara enviavel de pagar.
que raiva; porque p ele a justiça nao funciona?
sera que alguem pode fazer alguma coisa contra esse monstro?

 
eunice 17 de junho de 2011

“O homem semeia um pensamento e colhe uma ação,
semeia um ato e colhe um hábito,
semeia um hábito e colhe um caráter,
semeia um caráter e colhe um destino.
Que Deus ilumine e proteja a todos.
Que Deus ilumine os pensamentos e dê discernimento aos politicos da cidade bem como nosso prefeito carlito merss. Que no dia de amanha todos possam acordar renovados e sem o sentimento de raiva, egoismo, culpa, ódio.

 
Aurora 17 de junho de 2011

Hoje eu e alguns colegas fomos na Assembléia do Vitaserv. E ainda bem que fomos, pois, caso contrário, a partir de amanhã todos ficaríamos sem poder usar o plano.. A Unimed não iria mais nos atender, devido à dívida a ser paga. Uma minoria esteve presente, e fiquei muito penalizada, pois, teremos aumento no plano para poder usufruir. É um aumento significativo, mas necessário para podermos continuar com o Vitaserv. A Unimed esperava para amanhã uma resposta da assembléia de hoje. Foram apresentadas 3 propostas, e graças a mobilização de alguns colegas, continuaremos com a Vitaserv, pois, pagar uma Unimed ou Agemed para toda a minha família iria custar mais de R$ 1.000,00. Ficamos ainda mais revoltados com o Prefeito, que não repassou o que deveria, e além de não conseguirmos o aumento da inflação de 6,5% ainda teremos aumento considerado e necessário do plano de saúde. Esta intransigência do nosso prefeito quanto ao aumento deve ter um motivo secreto muito sério, que não sabemos, somente a cúpula deles. Ouvimos muitas coisas sobre isto do tipo: ele está guardando para obras, para a campanha eleitoral, e para mandar para Brasília com o objetivo de construir os estádios de futebol para a copa do mundo, sera?
Ah, me doeu ver uma servidora que ganha 800,00 dizer que não poderá pagar o Vitaserv para ela e os filhos, pois, os valores foram expressivos. Qual é a empresa de Joinville, que não repassa aos funcionários o valor do dissídio coletivo sem ser punida? qual a empresa de Joinville com a Responsabilidade Social que não repassa aos planos de saúde de sua empresa o que é para os trabalhadores? só a nossa empresa não faz isto, a PMJ. Já me disseram que o PT é vngativo, e hoje se comprova isto.
Olha, como professora, orientadora, educadora, sou também formadora de opinião, e a partir de 2a. feira, meu discurso será na formação aos alunos da verdadeira cidadania na hora das eleições em 2012.

 
Rodrigo 17 de junho de 2011

Pq todos deixam comentários aqui, como se fosse o fim de tudo, se isso depende única e exclusivamente dos servidores.
Só acaba se a gente quiser que acabe, será que ninguém entende isso?
É isso que eles querem, que continuemos assim, desanimando uns aos outros com comentários negativos e cada vez mais pessimistas.
Temos que mostrar que não somos gado para alimentar os bolsos desse bando de mentirosos e traidores que nos rodeiam.
A maioria de nós ainda não descobriu a força que a nossa união representa, força tal, que eles temem.
DEVEMOS PERSEVERAR!

 
Irving Ivo Hoppe 17 de junho de 2011

Podemos até compreender a exaltação da vereadora Tânia, como de outros vereadores.
Ms a grande inverdade, que parece ser crença generalisada entre os poderes que estão procurando se unir, é de que a categoria já tenha aceitado a famigerada proposta do reajuste 2+2+4.
Ora, o desrespeito pelo índice da inflação e pela correção da mesma na data-base é o coração da reivindicação da categoria!
Este coração nos será contemplado, se não diretamente pelo prefeito, será pela via judicial, em algumas das instâncias possíveis e necessárias do nosso ordenamento jurídico. Nisso eu tenho confiança, apesar de reconhecer que pode demorar. E, creio também, que os dias parados que o prefeito não quer levar em conta, ainda nos serão integralmente indenizados.
Podemos até votar pelo fim da greve (um dos campos de luta), mas continuamos entrincheirados e em luta até que nos seja pago tudo que nos devem!

 
Fabrícia 17 de junho de 2011

Tive a sensação de que tudo foi armado pelos vereadores. Foi um teatro! A vereadora Tânia gritava com os servidores públicos, se dizia magoada. O que dizer, então, dos trabalhadores que estão há 40 dias reivindicando seus direitos? Todo ano é a mesma ladainha, não se respeita a data-base da categoria, às vezes a inflação é parcelada, aumentando as perdas salariais. Chega de hipocrisia!!! Não estamos magoados!!! Estamos indignados diante de tantos descasos!!! O prefeito nos empurrou para a greve. Por que os três poderes não convocaram o sindicato, que representa a categoria, para a reunião?

 
Fabrícia 17 de junho de 2011

Se os três poderes tivessem convocado o sindicato, que representa a categoria, para a reunião, juntos poderiam construir uma proposta decente que contemplasse, realmente, os trabalhadores. Estamos pedindo o mínimo: repasse da inflação e abono dos dias parados. Uma vergonha nacional!!! Carlito é resposável pela greve, o ônus é dele!!! Fiquemos atentos!!!

 
Adriana 17 de junho de 2011

Ficou claro que não podemos confiar nos vereadores desta cidade. O que aconteceu na câmara foi uma vergonha. Vereadora Tânia pedir calma aos servidores e ficar berrando no microfone!!!!!! Vereador Osmari simplismente encerrar a seção!!!!!!!!
Vergonha!!!!!!

 
vera 17 de junho de 2011

Este sindicato tem que reler Marx. Marxista não trai trabalhador e vai para a igreja rezar. Este sindicato fez história.

 
Cidadã 17 de junho de 2011

PARA TODOS OS SERVIDORES DE JOINVILLE

OS QUE LUTAM

Há aqueles que lutam um dia; e por isso são muito bons;
Há aqueles que lutam muitos dias; e por isso são muito bons;
Há aqueles que lutam anos; e são melhores ainda;
Porém há aqueles que lutam toda a vida; esses são os imprescindíveis.

Bertold Brecht

 
mari. 17 de junho de 2011

cCOM O QUE VI E OUVI DOS SENHORES VEREADORES ONTEM NA CAMARA , DECIDI VOU RASGAR MEU TITULO DE ELEITOR ,AQUI EM JOINVILLE NAO VALE A PENA SE DESLOCAR DE NOSSAS CASA PARA IR AS URNAS COLOCAR CORRUPTOS NO PODER. SÓ EXISTE LEI PRA DEFENDER A CORRUPÇAO E AS INJUSTIÇAS PRA MIM BASTA.

 
sonia pontes 17 de junho de 2011

Fizemos nossa parte mostramos nossa força mas cada vez o que é mais claro em nosso pais é LEIS SÃO FEITAS PARA SEREM DESCOMPRIDAS, ATÉ A ELEIÇÃO DE UMA COISA DEVEMOS TER CERTEZA QUE NUNCA VAMOS VER TANTO A CARA DO ARLITO COMO DAQUI PARA A FRENTE. ATÉ A ELEIÇÃO E SE O ULDRICH REALMENTE SAIR A CANDIDATO CONTE COM MEU VOTO AGORA QUANTO AOS OUTROS IMUNDOS DA NOSSA CIDADE PENSAREI MUITO BEM E LEMBRAREI MUITO DESSE , NÃO VAMOS DEIXAR CAIR NO ESQUECIMENTO PRINCIPALMENTE ANO QUE VEM.

 
ELIANE M. DANKER 17 de junho de 2011

PARABENIZO A TODOS QUE LUTARAM INCANSAVELMENTE!!!!! COM CERTEZA SOMOS CIDADÃOS MAIS CONCIENTES APÓS ESSA GREVE!!!!PARABÉNS PROF. ULRICH, GUERREIRO, PARABÉNS SINDICATO!!!!!

 
luciana 17 de junho de 2011

Agradeço a cada integrante do sindicato por todas as horas gastas conosco e para o bem de voçês também.Vou retornar ao trabalho com a cabeça erguida mas com uma tarja preta representando luto pela injustiça aplicada pelos 3 poderes em Joinville,mas,mesmo assim faria tudo de novo e estarei sempre do lado certo pois Mais vale as lágrimas do que a vergonha de não ter tentado.Obrigada também à todos os meus companheiros de luta e espero que nossos heróis trabalhadores do Carlito aproveitem bem essa merreca que será paga com o suor de seus colegas de trabalho que ficaram juntos até o fim.

 
Albertina 17 de junho de 2011

Grande verdade cidadã!!! Concordo com você! Não fomos derrotados, porque lutamos e lutamos muito, apenas recuamos. Mas o recado foi dado, é para o senhor Carlito saber que nós tivemos e temos muita força!! Parabéns a todos nós, companheiros e companheiras de luta, voltaremos para o nosso local de trabalho com a cabeça erguida porque fomos corajosos e não covardes, como muitos que ficaram sentados, fingindo que trabalhavam. Um abraço à todos, até a próxima se Deus quiser.

 
michele 17 de junho de 2011

Para refletirmos:

“O importante não é vencer todos os dias, mas lutar sempre”.

 
rosa maria 17 de junho de 2011

O vosso tanque general,é um carro forte
Derruba uma floresta esmaga cem
homens,
mas tem um defeito
-Precisa de um motorista.

O vosso bombardeio, general
é poderoso:
voa mais depressa que a tempestade
E transporta mais carga que um elefante
mas tem um defeito – precisa de um piloto.

O homem, meu general, é muito útil:
sabe voar,e sabe matar
mas tem um defeito
-sabe pensar.

 
rosa maria 17 de junho de 2011

a poesia é de berdolt brecht

 
dulce 17 de junho de 2011

espero que daqui pra frente a gente pense bem em quem vai por la .politicos vem mas tambem vão pensem nisso.
Parabens a todos os lutadores e assim tambem que fique bem claro
SOMOS FORTES JUNTOS .
deus abençoe cada um

 
Isabelli Vicenti Mendes 17 de junho de 2011

Caros Senhores (as),
Me Pergunto:
Se não estão gostando da atual situação, porque não vão a procura de outra coisa melhor? É isso o que fazem os assalariados de empresas privadas.
Porque que toda vez que precisamos de um serviço público, seja ele de qualquer natureza, somos SEMPRE mal atendidos?
Porque está impregnada na cultura do país que servidor público é vadio? Tá tudo errado?
A única medida para “lutar por seus direitos” é através da greve? Isso não seria um certo egoísmo da parte de vocês visto que a cidade inteira, infelizmente, depende de seus “serviços”?

Aposto que o Sr. Ulrich Beathalter sairá candidato na próxima eleição (piada).

 
Isabelli Vicenti Mendes 17 de junho de 2011

CERTEZA que meu comentário não será aceito pela moderação.

 
Henriete 17 de junho de 2011

AMIGO SERVIDOR E SINDICATO!

Amar é uma decisão, não um sentimento.
Amar é dedicação. Amar é um verbo e o fruto dessa ação é o amor. O amor é um exercício de jardinagem. Arranque o que faz mal, prepare o terreno, semeie, seja paciente, regue e cuide. Esteja preparado porque haverá pragas, secas ou excesso de chuvas, mas nem por isso abandone o seu jardim. Ame, ou seja, aceite, valorize, respeite, dê afeto, ternura, admire e compreenda. Simplesmente: Ame!A vida sem AMOR… Não tem sentido!

poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

A inteligência sem amor te faz perverso.
A justiça sem amor te faz implacável.
A diplomacia sem amor te faz hipócrita
O êxito sem amor te faz arrogante.
A riqueza sem amor te faz avarento.
A docilidade se amor te faz servil.
A pobreza sem amor te faz orgulhoso.
A beleza sem amor te faz ridículo.
A autoridade sem amor te faz tirano.
O trabalho sem amor te faz escravo.
A simplicidade sem amor te deprecia.
A lei sem amor te escraviza.
A política sem amor te deixa egoísta.
A vida sem AMOR… Não tem sentido!
ÁGAPE.

 
silvia 17 de junho de 2011

companheiros, a camiseta que usei durante esses 40 dias agora vai ser muito bem guardada para voltar a ser usada no DIA 3 DE OUTUBRO DE 2012 NO DIA DA NOSSA COROAÇÃO porque a vitória com certeza já temos

 
Jania 17 de junho de 2011

Gostaria de agradecer e parabenizar toda a equipe do sindicato por esses 40 dias de luta e de tanta aprendizagem. Foi melhor do que qualquer faculdade.
Nas próximas eleições, estaremos mais preparados para votar.
Não devemos esquecer de alguns hipócritas que pregam uma coisa e fazem outra. Chega de dizer que brasileiro tem memória curta, o que aconteceu na camara de vereadores não podemos esquecer por pelo menos 20 anos.
Tentaram nos desunir pois “pasmem” estamos cada vez mais unidos e fortalecidos. O tiro saiu pela culatra vereadores.

 
Servidor Cidadão 18 de junho de 2011

A greve não deveria ter acabado. Ví e ouví muita coisa neste período e aprendí muito também. Aprendí que existem dois tipos de servidores: Os bravos guerreiros que não tiveram medo de lutar por melhores e justas condições salariais e laborais, e uma sub-espécie que participou da mobilização por um ou alguns dias e que, ao primeiro sinal de intimidação, jogou seu (falso) idealismo no lixo, colocou o rabo entre as pernas e voltou de mansinho ao seu posto, tentando não chamar a atenção. É por causa dessa sub-espécie que não somos respeitados pelo poder público, seja ele municipal, estadual ou federal. Sentí que perdemos, mais uma vez, nosso tempo e não conseguimos aquilo que queríamos. Fico entristecido por ver tanto esforço e dedicação de nossos colegas terminar em tão pouco avanço. O reajuste de 8% é ilusão. Essa administração (Carlito Merss, Eduardo Dalbosco, Vereadores e Comissionados) tentaram de todas as formar acabar com benefícios conquistados há tempos, como a cesta-básica e nosso plano de saúde. Se tivermos vergonha na cara e nos importarmos não apenas conosco, mas com nossas famílias, temos a obrigação de fazer uma limpa nas próximas eleições, não reelegendo estes que estão aí, bem como os que já passaram, ou seja: Carlito Merss e vice, Eduardo Dalbosco, Márcia Alacon, Tebaldi, Kennedy Nunes, Darcí de Matos, Marquinho Fernandes, Nilson Gonçalves e todos esses Vereadores corruptos, covardes e imprestáveis.
Parabéns aos companheiros que se mantiveram firmes até o fim, são verdadeiros heróis. A forma como a atual administração os tratou foi covarde e desumana.

 
Adamastor 18 de junho de 2011

Aurora, eu também estive na reunião do Vitaserv e escutei quando um dos segurados tentou fazer um breve relato da história do Vitaserv, faltou dizer que em agosto de 2010 o Vitaserv tinha 6888 segurados e em janeiro de 2011 estava com 7.464, provando mais uma vez o descalabro da direção da entidade, sabendo que o plano estava se tornando inviável, mesmo assim ainda esta colocando gente pela janela, colocando a culpa na Justiça e na Prefeitura. Conforme foi dito na reunião como exigir da Prefeitura responsabilidades quanto a pagamentos se desde a criação da entidade ja vem sendo dirigida amadoristicamente. Só cego é que não enxerga o por que decolocarem uma Assembléia Ordinária para aprovação das contas antes de uma extraordinária para tratar dos aumentos, Aurora você não acha interessante que se a Assembléia não aprovasse o assalto que foi realizado naquela noite no bolso dos associados a Unimed encerraria o atendimento, me poupe Aurora. Pergunto a você porque não foi acatada a decisão de se formar um comissão, será que eles tem medo de mostrar a CAIXA PRETA. Teria muitas coisas ainda a colocar MAS…. Também saí frustrado de lá por ver tanta sujeira tanto egoismo e uma falta absurda de amor ao próximo e aos mais necessitados que mal estão ganhando para comer quanto mais para pagar um plano de saúde com valores aviltantes para a classe de funcionários da Prefeitura. Aurora como já disse sai muito revoltado da reunião mas a minha maior tristeza é saber que as crianças de nossa cidade estão sob a orientação de pessoas como você, calculista, egoista e sem coração, ou na pior das hipoteses leiga para fazer uma analise da atual conjuntura do Vitaserv. Mas como disse aquele cidadão na assembléia, não esquenta não, porque no começo de 2013 você estará sendo mais uma vez REFÉM desta mesma corja, porque eu fui…….

 
Adamastor 19 de junho de 2011

Isabelli Vicenti Mendes, Existe um dito que diz “para cada ação uma reação”. Com isso quero dizer, se você não entendeu, que todas as vezes que fui na Prefeitura sempre fui muito bem atendido pelos servidores públicos, porque sempre os tratei com educação, humildade e urbanidade, daí se você não é bem atendida repense seus atos e valores. Quanto as próximas eleições caso este guerreiro “ULRICH” ele não terá só o meu voto não, mas o meu, da minha família e com certeza de muito dos meus amigos, porque é de homens com o estofo moral, coragem e lealdade do “HULRICH” que precisamos para nos representar. Temos que dar um basta neste políticos que não tem compromisso com o povo, se você quer um ex. olha o que foi feito na última quinta-feira no CIRCO CHAMDO “CÃMARA DE VEREADORES DE JOINVILLE”.

 
Bernadete 19 de junho de 2011

É isso mesmo Adamastor. Fica muito fácil assim: Não está contente cai fora. E como ficam os direitos dos trabalhadores? Nossos políticos jogam o nosso dinheiro pelo ralo, fazendo propaganda na televisão contra nós, aumentam os impostos para cobrir seus rombos e mesmo assim tem contribuinte que só enxerga o que quer ver. Aquilo que fala mal dos servidores eles batem palmas, enquanto isso ficam ai sem nenhum benefício, sem nenhuma melhora numa cidade tão grande. Deixem de ser covardes povo joinvillense. COBREM AS PROMESSAS DE CAMPANHA.

 
Isabelli Vicenti Mendes 20 de junho de 2011

Adamastor, sou MUITO BEM educada sim senhor…e o único lugar em que o atendimento público é bom é no Hemosc. O restante estão todos sempre de cara feia e cheios de má vontade.

 
Isabelli Vicenti Mendes 21 de junho de 2011

Bernadete, os políticos roubam e isso continuará. Não é a greve de vocês que irá mudar alguma coisa. Sou totalmente a favor de cobrar as promessas sim, sou contra a atual gestão política sim, mas TOTALMENTE contra a greve que prejudica a todo a população.

Em uma empresa privada, onde não existe a estabilidade de emprego, para que se ganhe um aumento é necessário trabalhar e muito e não fazer greve.

Os servidores públicos teriam o meu apoio se realizassem um bom trabalho.

 
Bernadete 21 de junho de 2011

Numa empresa privada não se faz greve porque se ganha sem fazer. O empregador que não paga a inflação é punido com multas. Se tivessemos ganhado que é lei repor a inflação não teríamos parado. Quem sente que não é bem atendido deve denunciar existe até um número 156 na prefeitura para isso. Agora só denuncie se a falta de atendimento ou o mal atendimento for por causa do servidor, e não quando o serviço é mal feito por falta de condições de trabalho. Sou funcionária pública 15 anos e trabalhei em empresa privada por mais 14 anos e presto o mesmo trabalho tanto lá qto cá, tenho saúde por isso não pego atestado e nesses 15 anos não tenho nem uma falta .

 
servidora 23 de junho de 2011

Parabéns aos que lutaram por seus direitos, ao sindicato que não mediu esforços para que o reajuste fosse concedido.Embora não foi conseguido a vitória nesta batalha, temos uma guerra a vencer…Tirar essa cambada de incompetentes ano que vem do poder !!! Lidamos com o povo e temos um poder grandioso nas mãos ” Somos formadores de opinião ” É só fazer a nossa parte ! Já comecei a fazer a minha: campanha contra a essa DITADURA !!!

 
Ivanilde 26 de junho de 2011

ISABELLi
trabalho há 21 anos na pref. nunca faltei, trato muito bem quem precisa, não generalize. Pense bem antes de fazer seus comentarios. Se fizemos a greve é pra mostrar que nós cidadãos não somos ignorantes e não devemos aceitar tudo que nos enfiam guela a baixo.
Empresa privada não repasa inflção é punida. Chega de injustiça nesse país.
Que infeliz seu comentario, se os políticos roubam então podem continuar a fazê-lo?

 

Deixe uma resposta

 
 
SINSEJ - Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Joinville
Home - O Sinsej - Diretoria - Convênios - Estatuto - Plano de Carreira - Galerias - Serviços - Contato
Rua Lages,84 Centro - Joinville/SC - Fone/Fax (47) 3433 6966