por
 em Joinville
Contra vontade, servidoras precisam sair do atual local de trabalho | Foto: Aline Seitenfus

Contra vontade, servidoras precisam sair do atual local de trabalho | Foto: Aline Seitenfus

De forma totalmente arbitrária, cozinheiras de diversos Centros de Educação Infantil (CEI) de Joinville participaram ontem (14/12) da escolha de vagas para trocarem seus locais de trabalho. Isto acontece devido à terceirização das cozinhas, iniciada em 2015, com a extinção do cargo. O governo quer deixar somente terceirizados ou concursados em cada unidade, ignorando completamente o tempo de serviço e a dedicação destas trabalhadoras.

O Sinsej é contrário à medida, pois esse formato é usado para aumentar a exploração. Quem sofre é o próprio funcionário e a comunidade em geral. A única forma de reverter a arbitrariedade do governo é com a unidade dos servidores.

As cozinheiras decidiram continuar com o processo de escolha das vagas, mas a direção do sindicato continua acompanhando as trabalhadoras e se coloca à disposição para ajudar a organizar a luta pela abertura de concursos para esse setor.

Deixe um comentário