por
 em Destaque, Itapoá
Categoria participe de assembleia no quarta-feira (6/6) | Foto: Aline Seitenfus

Categoria participe de assembleia na quarta-feira (6/6) | Foto: Aline Seitenfus

Na tarde de ontem (29/5) os servidores de Itapoá paralisaram suas atividades. O mês de maio, data-base da categoria, está acabando e até esta terça-feira o prefeito não havia iniciado as negociações da Campanha Salarial 2018. A mobilização já deu resultados. Durante o ato, Marlon Neuber recebeu o sindicato e apresentou uma proposta para a lotação dos trabalhadores, um dos itens da pauta de reivindicações. O prefeito se comprometeu ainda em continuar com as negociações na próxima segunda-feira (4/6).

A categoria está em estado de greve e deliberou por uma nova assembleia para o dia 6 de junho, às 19 horas, com local a ser definido. Até o momento, o governo havia se comprometido via ofício em fazer o reajuste da inflação mais 1% de ganho real com fixação deste índice até 2020. Além disso, houve promessa de reajuste de 5% no vale-alimentação e garantia aos 20 dias de licença paternidade.

Para o Sinsej, este é o momento dos servidores intensificarem a mobilização nos locais de trabalho e discutirem seriamente a deflagração da greve. O serviço público vem sofrendo duros ataques com as reformas de Temer e os municípios vêm seguindo a mesma linha. Só a organização e luta pode resolver os problemas dos trabalhadores.

Deixe um comentário