por
 em Joinville

Todos à assembleia desta quarta

Em conversa com o presidente do Sinsej esta manhã, o prefeito Udo Döhler concordou em revogar temporariamente os cortes no vale-alimentação em períodos de licença. No entanto, o governo mantém a posição de que o corte será realizado a partir de 2019. Diante disso, a assembleia geral da categoria agendada para esta quarta-feira (21/11), às 19 horas, no Sinsej, está mantida.

Na última semana, vários trabalhadores tiveram o valor do benefício reduzido ou totalmente negativado em virtude de terem usufruído de licenças legais, por exemplo, por estarem doentes. Em nota divulgada pela Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP) ainda na manhã de hoje lê-se:

“Informamos que está suspensa a medida aplicada no auxílio alimentação. O parâmetro de remuneração com base no cumprimento da jornada regulamentar que foi utilizada neste crédito (17/11) será aplicada a partir de 2019.”

De acordo com a Secretaria, os valores já descontados dos servidores serão creditados até a próxima semana.

Reposição de horas da greve

O Sinsej também obteve a prorrogação do prazo para reposição de horas de participação da greve de 2018 por mais 30 dias. De acordo com a SGP:

“Para compensação do banco de horas em reposição de banco de greve, o servidor deverá autuar em processo SEI do tipo ‘Gestão de Pessoas – Controle de Frequência – Banco de Horas’. Informando a quantidade de horas que deverá ser convertida. Deverá conter assinatura do servidor e chefia.”

O Sinsej orienta os servidores que ainda tiverem horas a repor a organizarem a reposição com a chefia imediata o quanto antes.

Todos à assembleia

A suspensão nos descontos do vale-alimentação até o fim do ano é uma conquista parcial, motivada pela organização da assembleia de amanhã, mas a ameaça está dada. Com a afirmação da Prefeitura de que o corte realmente acontecerá a partir de 2019, a mobilização deve ser redobrada.

A única forma de reverter esse duro ataque é a presença massiva de trabalhadores na assembleia para demonstrar à Prefeitura que os servidores estão dispostos a se mobilizar.

Exibindo 6 comentários
  • Magna
    Responder

    Estarei lá !!!

  • Servidor Indignado
    Responder

    Também estarei lá

  • Ana Paula
    Responder

    Quem passou a licença adotante sem receber o valor, terá direito de receber retroativo? E esse último, que era para o dia 17 ser creditado na conta, vou receber inteiro também? Não recebi nada, nem um centavo

    • Sinsej
      Responder

      Olá, Ana Paula

      O governo informou que iria ressarcir o que foi descontado. Porém, a assembleia está mantida, pois o desconto volta a ser efetuado a partir de janeiro de 2019.

  • Servidor Indignado
    Responder

    Bom. Vamos perguntar a PMJ como irão calcular a proporcionalidade do auxílio-alimentação considerando o Art. 120 do Estatuto do Servidor.
    ———————————-
    SEÇÃO V
    DA LICENÇA PARA TRATAMENTO DE SAÚDE
    .
    .
    .
    Art. 120 O servidor do quadro permanente em licença para tratamento de saúde, receberá durante o período de afastamento, o valor do seu vencimento, acrescido das vantagens e auxílios.

  • Agente adm
    Responder

    Gostaria de saber onde esta escrito que vai ser descontado o vale alimentação quando o servidor esta de licença?
    O unico paragrafo que fala de desconto refere-se redução da jornada de trabalho requerida pelo servidor ou seja quando pede redução de horário de trabalho..E outro que se refere a falta injustificada.

    § 2º Em caso do cumprimento de jornada reduzida a requerimento do servidor, o auxílio-alimentação será devido proporcionalmente a jornada cumprida.

    § 3º Na acumulação lícita de cargos públicos, desde que o exercício de ambos ocorra em favor do Município de Joinville ou das entidades da sua Administração Indireta, será concedido um único auxílio-alimentação, no valor previsto no inciso I, do art. 3º, desta Lei Complementar.

    § 4º Na acumulação de dois cargos de professor com módulo de 10 horas semanal cada, será concedido um único auxílio-alimentação, correspondente ao cumprimento do módulo de 20 horas.

    § 5º Em caso de falta injustificada, perderá o servidor ou agente comunitário o valor proporcional do auxílio-alimentação em relação ao dia de falta.

Deixe um comentário