por
 em Destaque, Geral, Joinville

O Sinsej recebeu denúncia de que o Governo não vinha cumprindo o acordo de pagamento das horas-extras. Imediatamente a direção do Sindicato agendou uma reunião com a Secretária de Gestão de Pessoas e exigiu o cumprimento imediato do acordo. “O servidor não pode “pagar” pela falta de gestão do governo. É um direito do trabalhador receber pelo serviço prestado. Isso é indiscutível!”, relata a Presidente Jane Becker, em reunião com SGP.

Após pressão da direção do sindicato e a organização dos servidores nos locais de trabalho, o governo de Joinville volta atrás e garante o pagamento das horas-extras executadas no mês de abril, em folha complementar até o dia 20 de maio.

Deixe um comentário