Para cobrar do prefeito Udo Döhler o abono natalino de 2019, o Sindicato dos Servidores Municipais de Joinville, Garuva e Itapoá (Sinsej) realiza com a categoria o Panetaço do Abono Natalino, às oito horas da manhã de segunda-feira, dia 23, em frente à Prefeitura Municipal de Joinville.
A concessão do abono natalino estava suspensa nos governos Udo Döhler, porém o próprio prefeito garantiu, em documento da Campanha Salarial em 2018, que o benefício voltaria a ser concedido. No entanto, foi negado pela Secretaria de Gestão de Pessoas após reunião realizada na manhã de dia 20 de dezembro. Com a negativa, a diretoria do Sindicato solicitou reunião urgente diretamente com o prefeito, que não atendeu os dirigentes e nem marcou horário para a conversa.

Reunião com SGP
Além do abono, a SGP da prefeitura recusou solicitação do Sindicato para extensão do recesso de final de ano até o dia 5 de janeiro de 2020, a fim de dar aos servidores que trabalham sob pressão o ano inteiro para dar conta da falta de pessoal e de condições precárias de trabalho.
O Sinsej também exigiu na reunião o fim das demissões antecipadas dos trabalhadores em caráter temporário na educação. Ainda neste ano, Udo se comprometeu em não dispensar nenhum trabalhador antes do término do contrato, porém a interrupção dos acordos tem sido denunciada à entidade.
A presidenta do Sinsej, Jane Becker, reclama do presente do prefeito à categoria no Natal e convida os servidores a estarem, mais uma vez, unidos em defesa dos direitos.

Deixe um comentário