Diante do descaso do prefeito Udo Döhler em ignorar o pedido de abertura da mesa de negociação da Campanha Salarial 2020, protocolado no dia 3 de Dezembro de 2019, a direção do Sinsej voltou hoje (15) à Prefeitura de Joinville para protocolar novamente a solicitação de início das negociações. Com o ofício segue a pauta de reivindicação da categoria aprovada por unanimidade em assembleia geral no mês de novembro. Ainda que a data-base seja maio, a intenção de antecipar o início das negociações é em decorrência de 2020 ser um ano eleitoral e a partir de junho os governos alegarem estar impossibilitados de conceder reajuste ou aumento salarial aos servidores.

Para a direção do Sinsej no ano de 2020 os ataques aos servidores públicos e ao serviço público deverá se intensificar. Os reflexos negativos da Emenda Constitucional 95/2016, que congelou por 20 anos os investimentos em saúde, assistência social e educação, se intensificarão. As consequências para a categoria serão drásticas: piora nas condições de trabalho e de atendimento à população, falta de materiais, acúmulos e desvios de função e terceirizações são algumas delas.

A Reforma da Previdência (já sancionada) e a Proposta de Emenda Constitucional 133/2019 (que inclui os servidores estaduais e municipais nas novas regras de aposentadoria) irão condenar a maioria da classe trabalhadora a uma velhice pobre e excludente. E as maldades não param! As Propostas de Emenda à Constituição (PECs) 186, 187 e 188/2019 congelam ainda mais investimentos, tiram direitos à data-base, reduzem jornada com redução de salário do funcionalismo público, entre outras barbaridades.

Por isso a direção do Sinsej chama a categoria para manter-se unida, organizada e mobilizada para as lutas que teremos que travar por nenhum direito a menos, por condições dignas de trabalho e pela qualidade do serviço que prestamos à população.

 

Exibindo 3 comentários
  • cesar luis dariva moretti
    Responder

    A elite econômica,a mídia conservadora e o gado bolsonarista elegeram um governo conservador que retirou direitos dos trabalhadores criando maldades(reforma trabalhista,reforma da previdência)enriquecendo poucos e aumentando nas ruas a pobreza e a fome de muitos, e Joinville acontece o mesmo,infelizmente!!!

  • DIONE VERLI
    Responder

    O “gado bolsonarista” evitou a volta ao governo dos ladrões, corruptos, bandidos e hipócritas…evitou a volta do caos e da insegurança, e como sempre a manada petista usa as redes sociais para destilar ódio, mentiras e a eterna dor de cotovelo por ter perdido a boquinha…”retirou direitos”…blá blá blá…”reforma da previdência…blá blá blá…”a “zelite”…”aumento da pobreza, pessoas nas ruas”…blá blá blá…putz, acho que vou concordar que os 14 milhões de desempregados, os sessenta mil assassinatos anuais, as filas e mau atendimento na saúde, a falta de infra estrutura, a corrupção como forma principal de governo, o número de empresas fechadas, o fato de durante o governo petista terem sido criadas 43 estatais que serviram de propinoduto para a maior rede de vagabundos e bandidos desse país, quiçá, do mundo…deve ter acontecido tuuuuudo isso em 2019…eu morro de rir, pois não sei se é falta de informação, burrice, ou mau caratismo. e 2022 tá chegando. ahhh…o LULADRÃO tá solto, mas não livre.

    Masssss….provavelmente algumas coisas boas aconteceram em 2019 devem ter sido mediante a “aconselhamentos” dos “especialistas” em Economia dos governos anteriores…

    Aprovação a MP do pente-fino do INSS, que identifica irregularidades no setor, podendo gerar economia de R$10 bilhões por ano ao país;
    Com as reformas aprovadas, quer levar a descentralização do poder nas mãos da união, permitindo maiores recursos financeiros aos Estados e municípios. Verdadeiros conhecedores dos problemas de cada região;
    Terminou o ciclo de empréstimos bilionários a países que não podem cumprir acordos com o dinheiro público, meramente para se manterem no poder;
    O Ministério de Direitos Humanos vem enxugando milhões de reais com gastos desnecessários, impedindo contrato de dezenas de milhões de reais em criptomoedas para índios. Identificação de aeronaves destruídas que foram adquiridas via recursos públicos e atualmente abandonadas em aeroportos;
    Iniciou processo de digitalização de documentos do governo, gerando economia de bilhões em poucos anos;
    Redução do número de invasões de terras, sufocando o ativismo ideológico e criminoso de tais irresponsáveis. 43 em 2018 e uma neste ano;
    Extingue centenas de conselhos de administração pública, que no fundo são cabides de emprego, geram travamento proposital da máquina pública, economizando bilhões em gastos desnecessários;
    Combate ao uso irregular da lei Rouanet que tinha como fim sua utilização para atividades consideradas eleitoreiras. O foco cultural hoje está no pequeno artista;
    Assinado ato que impede qualquer sigilo de operações de créditos bancários, como o que ocorria no BNDES, BB e Caixa;(coisa que no governo de NÁRNIA não existia);
    Redução de 29 para 22 ministérios;(só não foi reduzido mais pq partido de esquerda foram os principais articuladores ára que não acontecesse a redução);
    Decreto que extingue 21 mil cargos e comissões, o Ministério da Economia estima menos R$195 milhões em gastos anuais com o dinheiro público;
    MP que altera a cobrança da taxa sindical, deixando-a de ser obrigatória;

    Governo criou o 13º do Bolsa Família, um adicional de R$ 2,6 bilhões para os mais necessitados, oriundos do combate às fraudes no programa, que já vale para este ano de 2019. (pra um governo que não gosta de pobre é contraditório essa medida)

    e por aí afora…infelizmente sei que quase nenhum esquerdista vai ler até aqui pq são muito de zurrar e pouco de ler.

  • Cristiano Gomes
    Responder

    CAMPANHA SALARIAL? AUMENTO DO VALE ALIMENTÃO SERÁ RIDICULO COMO SEMPRE E O SALARIAL PARCELADO IGUAL CASAS BAHIA. CORTAR COMISSIONADOS JA SOBRA $$ PARA BANCAR NOSSO AUMENTO digno,NÃO ESSA MISÉRIA DE SEMPRE E PARCELADA. RIO nEGRINHO,CIDADE BEM MENOR,costuma em proporção dar aumento maior que o nosso. Como eles conseguem?

Deixe um comentário