A crise social e econômica provocada pela pandemia da Covid-19 tem levado diversas famílias à extrema situação de vulnerabilidade. Diante deste quadro e do eminente agravamento que virá pela frente, organizações populares, sindicatos, associações de moradores, coletivos sociais, políticos, culturais e de defesa dos direitos humanos se uniram e lançaram o Comitê Popular Solidário de Joinville contra o Coronavírus.

O objetivo é arrecadar e dar destino solidário para donativos como roupas pessoais e de cama, alimentos, produtos de higiene pessoal e de limpeza, máscaras de proteção, entre outros, para populações com histórico de vulnerabilidade anterior à pandemia, uma parcela da sociedade que já vinha sofrendo com a crise econômica e a precarização do trabalho, em função das políticas neoliberais, e tiveram sua situação social agravada pela insegurança alimentar, condições de moradia, sanitária e de saúde.

Conforme seu Manifesto de Lançamento, o Comitê tem também a missão de “articular ações para pressionar o poder público sobre a promoção e garantia de direitos da população nas áreas sanitárias, de saúde pública, de proteção da classe trabalhadora, de segurança alimentar das comunidades e populações em situação de vulnerabilidade. Ao mesmo tempo, reivindicar o fortalecimento das políticas públicas mobilizando os setores populares para cobrar ações efetivas de garantia de direitos durante e depois da pandemia.”

O Sinsej compõe o Comitê Popular Solidário de Joinville contra o Coronavírus e intensifica a campanha de coleta de donativos que tem como ponto de arrecadação a sede e a subsede do Sindicato dos Metalúrgicos de Joinville. Para se juntar ao Comitê Popular Solidário de Joinville contra o Coronavírus, clique aqui e preencha o formulário com os seus dados e/ou da sua organização que logo entraremos em contato! Acompanhe nossas ações no Facebook e no Instagram.

Sede: Rua Ministro Calógeras, 469 – Centro

Subsede: Rua Rio Das Antas, 370 – Comasa

Horários: das 08h30 às 12h00 e das 13h00 às 17h00

 

Comentários
  • Gomes
    Responder

    Informam denúncias,mas não dá prosseguimento. Sobre técnicos enfermagem dirigirem Ambulância, qual resultado?

Deixe um comentário