Em função do agravamento da pandemia da Covid-19 em nossa região, a direção do Sinsej definiu por voltar a suspender o atendimento presencial na sede em Joinville a partir de hoje (13) e por tempo indeterminado. Com a cidade de Joinville liderando o ranking de casos de COVID-19 no Estado – contabilizando 3658 casos da doença, 57 mortes e 4371 pessoas aguardando resultado do teste – e diante do colapso no sistema de saúde do município, o atendimento será mantido pelos diretores presencialmente se necessário e via celular através dos seguintes números:

  • Flávia: (47) 98464 5342
  • Márcio: (47) 98464 5441
  • Marcelo: (47) 99619 2308
  • Emanuelle: (47) 98464 5402
  • Elisete: (47) 99723 0327
  • Cláudia: (47) 98473 2052
  • Diná: (47) 98803 7855
  • Camila / Itapoá: (47) 98464 5437

 

Atendimento jurídico: Para marcar assessoria jurídica, o contato deve ser feito primeiramente pelo telefone (WhatsApp) com o diretor Marcio Oliveira para atendimentos em Joinville através do número (47) 98464 5441 e com a diretora Camila Dalri em Itapoá pelo fone (47) 98464 5437.

 

Nossas vidas valem muito!

A preservação de nossas vidas passa pela valorização de quem presta o serviço público. Por isso o Sinsej alerta a categoria e a população para a necessidade de lutar em conjunto a fim de evitar que novas mortes venham a acontecer. A falta de políticas públicas já causou a morte de 72.153 brasileiros por coronavírus, segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa. A direção do Sinsej conclama que a prefeitura promova urgentemente ações de prevenção ao contágio e de fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS), que, diante da gravidade dos fatos, só ocorrerá com a paralisação completa dos serviços não essenciais, com o isolamento social mais severo, chamado de “lockdown”, somado a investimentos públicos em novas UTIs, com a implementação da gestão unificada de todos os leitos por meio de uma fila única, tanto para hospitais públicos quanto para privados.

 

 

Deixe um comentário