Os servidores da saúde e de serviços essenciais de Joinville estão sem transporte para irem trabalhar desde o dia 20 de julho, quando o Decreto nº 724/2020 do governo estadual suspendeu novamente o funcionamento do transporte coletivo em 111 municípios para conter o aumento de contágio de covid 19. Assim, estão pagando motoristas de táxi ou aplicativos de seu próprio bolso, quando o salário não mais comporta os gastos do mês.
Para cobrar da Prefeitura uma solução, de modo que garanta a continuidade dos serviços essenciais prestados à população, o à Secretaria de Saúde nesta segunda-feira, dia 27. No documento, requer que em 24 horas seja disponibilizado serviço de transporte aos servidores sob pena do não comparecimento ao trabalho.
Além do ofício, o Sindicato também entrou em contato por meio de telefone com a Secretaria de Gestão de Pessoas. A diretora executiva da Secretaria, Karine Machado, se comprometeu a solucionar a questão até quarta-feira, dia 29.

Clique abaixo para ler o ofício do Sinsej enviado à Secretaria de Saúde
Ofício secretaria da saude

 

Deixe um comentário